A Deliciosa Lenda do Panetone - O Blog da Jack
09 novembro 2017

A Deliciosa Lenda do Panetone


A deliciosa lenda do Panetone

O delicioso Panetone tem uma deliciosa lenda. A tradicional iguaria tão requisitado em época natalina surgiu de algumas história ou lenda contadas. Não se sabe ao certo sua origem, é na verdade um grande mistério.

Uma das lendas, a mais interessante e conhecida aconteceu na cidade de Milão no século XV. A lenda conta que um jovem chamado Toni apaixonou-se perdidamente por uma moça, filha do padeiro da cidade, o que levou Toni a empregar-se como auxiliar na padaria.

Toni sabia o quanto o pai da moça zelava por ela e não permitia que os rapazes se aproximassem dela. Em uma época festiva no final de ano, Toni talvez movido por um espírito natalino, decidiu levar ao forno um pão doce com frutas cristalizadas afim de amolecer o coração do patrão, sua real intenção era ganhar afinidade do padeiro para ter em seus braços a filha dele por quem Toni era apaixonado.

A deliciosa invenção agradou tanto o paladar do patrão que ele não guardou para si só e decidiu oferecer a sua clientela. 

Não se sabe se Toni conseguiu a amizade interesseira com o padeiro nem tampouco a mão de sua amada, mas devido a tão grande aceitação do público podemos imaginar que Toni teve seu final feliz. 

A deliciosa lenda do PanetoneO delicioso pão doce e dourado com frutas cristalizadas ganhou rapidamente o paladar dos fregueses da padaria. Além de ser saboroso ficou conhecido pelo seu formato imitar a cúpula de uma igreja.

Eles passaram a pedir com muita frequência o tal pão doce que não tinha nome, então passaram a chamar de "Pani de Toni" os pedidos só aumentavam e o nome evoluiu para um vocábulo Milanês "Panattón", em seguida para o italiano "Panettone" até chegar a nós e em nossa língua portuguesa "Panetone".

E desde sempre o pão doce e dourado vem nos acompanhando fielmente na tradição Natalina não só na Ceia, mas também no café da manhã, lanche da tarde ou a qualquer hora.  

A sua receita tradicional leva na sua composição uma massa fermentada feita com farinha de trigo, leite, ovos, passas e frutas cristalizadas. Mas no decorrer dos tempos o Panetone tornou-se versátil e ganhou acréscimos de outros sabores em sua receita tradicional.

Hoje, com a diversificação gastronômica, o panetone se adapta até mesmo para atender uma culinária local ou por região. Ele pode ser feito com recheios de gotas de chocolate, trufados, com mousse branco ou preto, tem do tipo coca cola, com sorvete, doce de leite, goiabada e por aí vai...

No próximo post quero trazer a receita de panetone caseiro, você poderá fazer para se deliciar nas festas de final do ano ou até mesmo para vender.

Gostou do post? 
Me conta nos comentários qual tipo de panetone você prefere?    
   

5 comentários:

  1. Acredita que vi essa historia essa semana! Gosto muito de aprender as historias por trás das coisas.. Amo panetone, ajuda a trazer a mágica dessa época! <3

    Beijos linda, sucesso!
    Blog Manda a Dica

    ResponderExcluir
  2. Oi!!
    Que interessante 😀 eu não conhecia essa história. Adoro panetone ❤ é delicioso.
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante a história, nessa época do ano as pessoas se interessam por estes assuntos.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que legal! Eu realmente não conhecia essa história! Hahaha, adorei o post!
    Amo panetonee!! Beijão

    ResponderExcluir
  5. Adorei essa história, ainda não a conhecia e confesso que sempre me perguntei o porque do panetone ser consumido no natal!
    Sou apaixonada por panetone.

    ResponderExcluir

Olá, fico muito feliz por você ler meu blog e agradeço demais por você se dispor a comentar nele. Sinta-se a vontade para interagir!!



Atualizações do Instagram

Topo