Costela Gaúcha com mandioca - famosa vaca atolada

24/05/2019


A deliciosa costela gaúcha com mandioca está sempre marcando presença na minha mesa. É um dos meus pratos favorito, desde criança aprendi comer a famosa vaca atolada, assim também é conhecida essa delícia que tanto me faz a boca encher de água e por isso, hoje trouxe a receita aqui no blog.

O preparo é bem simples, para alguns nem é novidade, mas para os que ainda não sabem fazer ou ainda não fizeram e vão tentar pela primeira vez é só seguir a receita abaixo que não tem erro.

Ingredientes:
1,5 kg de costela gaúcha
1 kg de mandioca (macaxeira)
Extrato de tomate
2 cebolas picadas
250 gr de bacon
Salsinha e cebolinha
1 dente de alho
Tempero baiano
Sal a gosto

Modo de preparo:

Deixe uma panela com água para ferver, enquanto refoga na panela de pressão o bacon e a cebola picadinha, quando estiverem dourados acrescente o dente de alho, sal a gosto e o tempero baiano ou de sua preferência, em seguida junte a costela gaúcha, a salsinha e cebolinha para refogar e pegar o gosto dos temperos. Mexa bem, acrescente o extrato de tomate, um pouco de água e continue sempre mexendo a carne refogada por uns 10 minutos.

É nessa hora que a costela absorve bem os temperos enquanto é refogada na panela. Passado o tempo de refogar, junte a  mandioca cortada e limpa, mexa bem, acrescente a água fervente até cubra a carne na panela. Espere pegar pressão e desligue após 40 minutos. Durante o tempo de cozimento o cheiro entontece e inunda toda a casa, verifique se a carne está macia, se não estiver volte para a pressão por mais 10 minutos.

Com a carne macia e molinha mexa bem na panela para que mandioca derreta um pouco e incorpore bem o caldo. É só servir com o acompanhamento que desejar, arroz branco, batata palha ou farofa, por exemplo. Fica delicioso!     



Posso alterar postagens antigas publicadas no Blog? Uma boa orientação sobre.

21/05/2019

Uma boa orientação sobre postagens antigas

Manter um blog atualizado é importante demais, postagem fresca e contínua é tudo o que o blog precisa, tudo o que o leitor quer e tudo o que o Google adora. Mas, o que acontece com aquelas postagens antigas que ficou faltando algo no texto? Passado um tempo você enxerga que aquele conteúdo pode ser melhorado e é sobre isso que vamos bater um papo bom por aqui. 

Eu passei um tempo analisando tudo o que havia de errado no meu blog, encontrei uma porção de coisas inadequadas e contei tudinho na postagem Blog de fracasso ou Blog de sucesso, abri todo meu desapontamento e mostrei às claras o verdadeiro fiasco que o meu blog vinha sendo dia após dia. Enxerguei que as mudanças tinham que acontecer depressa e as melhorias eram indispensavelmente necessárias

Então, iniciei a saga e resolvi que algumas postagens antigas já publicadas no blog precisavam ser melhoradas e quero mostrar para você o quanto isso é bom e muito válido para ajudar um blog a crescer mais alinhado, quem sabe até padronizado. 

Mas, será que posso fazer alterações em postagens publicadas?


Sim, pode! Eu também já tive essa dúvida antes de começar. Tempos atrás, em meados de 2012, eu tive um blog (que morreu bem morrido) antes deste. Eu tinha feito um cursinho (relaxadamente) muito básico sobre como criar um blog, e nesse cursinho aprendi que não podia sequer relar a mão em posts publicados, se o fizesse, bagunçaria todo o esquema de SEO. A falação era tanta que eu morria de medo de me aproximar do editor de textos de uma postagem que eu já tinha publicado. Se eu enxergasse um erro de ortografia ou digitação após ter publicado, entrava em pânico.

O tempo passa e a gente aprende que não é bem assim. É claro que você precisa ser cauteloso, existem alguns pontos no texto que você não deve mexer, senão a construção de SEO fica desalinhada e isso vai com certeza prejudicar a postagem publicada que já tinha um caminho montado (ou não) pelos robots e pode ser rebaixada nos mecanismos de buscas. Mas, isso é se você tocar em pontos específicos no texto e/ou no editor de texto e não quer dizer, publicou já era, senta e chora se fez algo errado ou incompleto.

O que pode NÃO ser alterado?


Toda a sua cautela e precaução deve estar voltada para as Heading Tags, H1, H2 e H3, são as tags de cabeçalho, assim também conhecida, que regem todo o sistema de otimização da construção do seu texto, já que é disso que estamos falando.

Quem pode super te explicar bonitinho o que são as Heading Tags é a fofa da Elaine Gaspareto justamente em Como corrigir os erros das Heaging Tags do Blogger confere lá, é uma explicação bastante técnica, mas muito valiosa, requer sua atenção.

Ao buscar uma postagem no seu blog, os robots da Google vai procurar por essas tags na sua hierarquia de importância e são exatamente elas que você NÃO pode mexer para não confundir os robots.

Veja bem os pontos que você deve se atentar para NÃO alterar:


➧ Tag H1 

De máxima importância, ela é o título do seu blog.

➧ Tag H2

Segunda mais importante, ela é o título da postagem.

➧ Tag H3

Terceira na hierarquia de importância, ela está nos intertítulos (subtítulos e títulos secundários) da postagem.

Entendeu? É claro que não é só isso, além dessa estrutura de hierarquia das tags de cabeçalhos há outros pontos que não é recomendado mexer. Antes de sair fazendo as alterações que você quer, veja essa orientação:

  1. 1. Não mexa no título do blog - Esse é só um alerta muito propício para mencionar aqui, mas acalma-se, até mesmo porque você não conseguiria alterar isso no editor de texto do post.
  2. 2. Não altere o título da postagem -  Se você fez um título infeliz, paciência, o jeito é criar uma nova postagem melhorada e otimizada sobre o assunto 
  3. 3. Jamais altere a url da postagem - Não faça mesmo, se você mexer lá na aba link permanente, diga adeus a construção que os robots já haviam feito para encontrar seu post.  
  4. 4. Os intertítulos merecem atenção - Eles deixam o texto mais incorporado e rico de informações, não altere os que já criou. Crie novos, se for enriquecer o conteúdo. 
  5. 5. Cuidado com as palavras-chaves - Se você já definiu a palavra-chave quando criou a postagem, não tem porque alterar isso agora. 


O que pode ser alterado?


Veja bem, nós estamos falando de alterações simples que vão otimizar sua postagem já publicada. Quem tem blog sabe muito bem que há postagens que escrevemos e depois sentimos até vergonha de tê-las escrito.


Mas, não vamos exagerar e sair mudando tudo o que está na postagem, senão ela perderá a essência pela qual um dia foi criada. Se você analisar que tem muita coisa para mudar, talvez não vale a pena investir na mudança e sim criar uma nova postagem sobre o mesmo assunto, dessa vez bem melhorada, mais completa, bonita e otimizada.

Mas, basicamente você pode alterar:

  1. 1. Erros de ortografia ou gramática - Blogs com textos bem redigidos são levados mais a sério pelo seu público. Atente-se a isso!
  2. 2. O texto em geral - Se você vê que ficou faltando algo para informar, pode voltar lá e completar, seu texto ganhará mais credibilidade.
  3. 3. As imagens - Sim, você pode alterar, mas reforço não deixe sua postagem perder a primeira essência dela, troque se for preciso, mas por imagens que entregam o mesmo assunto das imagens anterior. Nada de confundir o leitor.
  4. 4. Acrescentar links interno e externos - Você percebeu que em determinado ponto do texto cabe um link que complementa aquele post/assunto, pode voltar lá e colocar.
  5. 5. Tenha cuidado com a descrição pesquisa - O que você escreve nela é o que aparece em resumo na lista dos buscadores, um pequeno texto que chame o leitor para ver o conteúdo na íntegra, se você fez e errou algo, conserte o erro. Cuidado para não retirar palavra-chave, por exemplo.    


Posso apagar totalmente postagens antigas?


Eu, particularmente, não tomei coragem ainda para tanto radicalismo, em geral eu não combino muito com extremismo. Confesso que sim, já quis muito apagar uma ou duas postagem do tipo "Jesus, toma conta!" mas, não o fiz. Esse é um assunto muito, muito delicado, pois compromete legal a estrutura de SEO, acho que mais ainda do que modificar as postagens já pulicadas

Tem alguém que orienta melhor sobre isso, a Loma Sernaiotto, ela explica mais em Devo deletar posts antigos do blog? Se você tem postagens antigas que te incomoda profundamente e se é mais corajoso do que eu para deletar de vez, confere com ela :)
.............................

Esse post continua, esse papo é interessante para quem gosta e quer manter organização e qualidade das postagens e do blog em geral. Eu fiz alterações em postagens antigas minha e mostro passo a passo mais a fundo o que eu modifiquei. 

Ficou com dúvidas? Gostaria de interagir?
Use a caixa de comentários logo abaixo!

Ajude o blog e esse conteúdo alcançar mais pessoas!

Confiar demais que o seu blog irá crescer é um enorme problema

17/05/2019


Se você tem um blog e ama seu blog, ama blogar, se sente em casa, totalmente confortável diante do teclado escrevendo, trabalhando, divulgando postando e por essa razão confia demais que o seu blog um dia vai crescer. Hummm eis aí um grande problema. Eu falo por minha própria experiência, essa tarefa é árdua e a confiança demasiada sem uma mentalidade sadia não vai te ajudar em nada, nadica de nada!

Eu sou uma blogueira apaixonada pelo blog, é amor demais e tanto amor assim me fez confiar que era o bastante para ver meu blog crescer a aparecer. Só que não! Isso me fez fracassar por muito tempo, pois eu não tinha sequer noção do que é ter um blog de verdade, e como é o trabalho de um blogueiro. Fazê-lo aparecer, ser encontrada então? Foi um doce sonho de paixão por muito tempo, apenas!


Amar demais o blog não vai fazê-lo crescer.


O amor é sentimento nobre e torna nobre aquele que se permite amar, e além de amar pessoas, vale a pena amar "coisas" como um blog. Esse não é o meu primeiro blog, já tive outro um vez há algum tempo, em meados dos anos 2012 eu me aventurei nessa imensa blogosfera, mas era um perdido no ninho, não sabia de absolutamente nada do que fazer, fiz tudo errado e não deu outra, o blog morreu e junto com ele morreu minha vontade de blogar.

Não teria mesmo um resultado diferente do que foi, pois eu nunca gostei pra valer daquele blog, não tinha nenhuma motivação para escrever, o criei apenas pensando em ganhar dinheiro com ele e como não deu resultado, o deixei morrer. Lembro-me que quando perdi o domínio, a url saiu do ar e tudo acabou, senti até um alívio por não ter que alimentar mais quem eu não gostava.

Passou-se o tempo e eu resolvi voltar para a blogosfera, só que agora foi tudo diferente, continuei não sabendo o que fazer, mas comecei a sentir prazer conforme os estudos que eu fazia e o conteúdo que eu buscava para aprender a criar meu próprio blog. Tomei gosto e isso foi crescendo até que me apaixonei perdidamente por este blog. Dei a ele o meu apelido e o chamei de meu para deixar claro que ele é meu blog.

As coisas "iam bem", até que percebi que essa paixão desmedida o impedia de crescer. Sempre o quis bonito e amigável aos olhos, me esforcei para colocar aqui algum conteúdo de valor, mas pouco me importei para o que realmente importa, fazer as postagens aparecer para o público, me deixar se encontrada. Não entendia técnicas de SEO e continuava sem buscar entender, afinal meu amor pelo blog era o "suficiente" e eu cria o bastante que o veria crescer dia-a-dia. Isso me atrasou um bocado!


Confiar demais que o seu blog irá crescer vai te fazer dar voltas e voltas sem direção.


Eu sempre acreditei que meu blog um dia iria alavancar, nunca precisei me convencer de que isso seria possível, acreditava fielmente no crescimento e ascensão do meu blog. Mas dizer que eu trabalhava do jeito certo para isso acontecer é outro assunto. E pior, nem sabia o que estava fazendo, apenas confiava que um dia daria certo. 

Esse não é o caminho e nem direção para lugar algum, é como "correr atrás do próprio rabo" você dá voltas e voltas, não sai do lugar e não alcança objetivo de nada. A confiança é uma boa aliada da autoestima, mas vejamos onde pode ter um erro nessa história: 

➥ Autoestima elevada é um problema.


A autoestima é a capacidade do indivíduo admirar a si mesmo. Um blogueiro com autoestima leva o blog ao sucesso com certeza. Mas cuidado, uma autoestima elevada (com todo pleonasmo que tem direito) cega facilmente pontos que podem ser melhorado e sempre há algo para melhorar aqui e ali. Muita autoestima vai impedir seu blog de crescer, assim como a autoestima baixa.


➥ Sensatez é um bom caminho para autoestima dosada.


Nada de andar cabisbaixo, se lamentando e chorando pelos cantos por qualquer razão que seja, se a autoestima elevada não vai ajudar seu blog a crescer, a autoestima baixa tão pouco o fará. O ideal é ter uma dosagem na autoestima, todo o equilíbrio contribui para o crescimento do seu blog.


Olhe para seu blog com olhos de leitor.


Eu fiz isso, cansada de ver meu blog fracassar, desci da cadeira de madame, deixei de ser blogueira e passei a ler meu próprio blog, tornei-me leitora dele, mas não qualquer leitora, fiz uma leitura crítica, analisei muito pontos positivos e outros tantos negativos.

◾ Falei abertamente desse assunto em: Um blog de sucesso ou um blog de fracasso? 
Gastei um tempo com isso, cerca de uns três meses lendo o blog, vendo acertos, detectando erros, me frustrando e deixando de confiar totalmente que o blog um dia cresceria. Isso não seria possível! Não do jeito que eu estava fazendo, não partindo só do princípio que confiança é tudo. Eu tive que parar de confiar, tive que enxergar que a minha autoconfiança me levava para um monte de nada.

◾ Pode interessar um texto pessoal: Aqueles dias que acorda com tantos questionamentos...

Recomendo fortemente que você faça o mesmo com seu blog. Reserve um momento para lê-lo, não o faça como um simples leitor que acabará se gabando da belezura do seu trabalho, ao contrário, aprenda a ser um crítico de si mesmo, use de todo um olhar crítico, veja se encontra no seu blog o que você próprio busca (ou buscaria) com frequência nos buscadores de conteúdo.

Essa foi uma etapa pela qual eu tive que passar e a partir dessa boa reflexão sobre o que o meu blog tem de bom para ser bem sucedido foi que eu deixei de apenas amá-lo e passei a me empenhar a fazê-lo crescer. E caminhando fui aos poucos e cheia de vontade para ter um blog de sucesso.



Ficou com dúvidas? Gostaria de interagir?
Use a caixa de comentários logo abaixo!

Ajude o blog e esse conteúdo alcançar mais pessoas

Um blog de sucesso ou um blog de fracasso. Já pensou qual é o seu?

14/05/2019

Já pensou se o seu blog é de sucesso ou de fracasso?

Toda pessoa que cria um blog, o faz porque quer ver ele ser um sucesso, ser uma referência, ter uma autoridade naquilo que o blog trata. Ninguém tem a intensão de criar um blog e vê-lo fracassar, embora seja exatamente isso o que naturalmente acontece e com muita frequência, blogs são conduzidos ao fracasso, a escassez e a perdição todos os dias. E você, amigo blogueiro, já parou por um dia e se perguntou se o seu blog é um blog de sucesso ou um blog de fracasso?
  
Sim, eu já me fiz essa pergunta, não uma vez só, não um só dia, na verdade tenho me perguntado isso com frequência e a resposta que tenho não é muito satisfatória, não é a que eu queria e está muito longe do que sonhei para o meu blog. Há tempos que eu olho para este blog e não gosto nada dos resultados que eu vejo. 

Os relatos de uma blogueira fracassada


Admitir o fracasso não é e nunca e foi uma tarefa fácil, eu não sou diferente da maioria das pessoas e estou aqui admitindo isso diante dos meus leitores, pouquíssimos por sinal - até o momento - mas, ainda assim, vou me abrir para você. Existe algo errado com esse blog, algo de muito errado, existe algo que não se encaixou e há tempos que eu procuro o erro e gasto horas tentando entender:

● Qual é o erro?
● Qual é o tamanho do erro?
● Onde é que o erro está?
O processo de admitir algo que está errado não se limita em apenas admitir/falar, é preciso mais do que isso, eu consegui enxergar com clareza e só pude admitir depois de avaliar e detectar que os resultados não tem sido bons resultado, dia após dia, os resultados são os mesmo, nada satisfatório. Por mais que eu tenha me esforçado, ou pelo achei que estivesse me esforçando, este blog não tem um alcance orgânico nada bom, como você pode ver:

Veja uma visualização ruim


Quanto tempo de blog é preciso para saber se ele é um sucesso ou fracasso?


Este blog, não é um blog antigo, está no ar há apenas dois anos, com apenas um ano eu resolvi trocar o nome e url, pois a que estava usando não lhe caía bem.

➔ Falo disso especialmente em O blog de nome e cara nova
E se você estiver pensando "nossa que desespero com um blog tão novo desse" eu lhe respondo. Sim, meu blog ainda é novato, não é tão bebê, mas ainda é novo. Só que essa não é a razão dele não conseguir alcance orgânico, não alavancar e ter tão poucas visualizações. A verdade é que eu nunca soube o que é ter um blog nem tão pouco o que é ser blogueira

Comecei essa aventura como a maioria começa, com pouca ou até mesmo sem nada de informação. Fui buscando, pesquisando, lendo, xerentando, fazendo, desistindo, retomando, trocando, errando e acertando. Mas estava excessivamente obcecada pela parte funcional, o layout e a belezura que queria mostrar no blog.

Não teria feito nada do que fiz sem o Blog Elaine Gaspareto, meu guia e minha total inspiração, serei eternamente grata a blogueira de mão cheia que ela é, e claro que ela também ensina muito sobre técnicas de SEO e otimização. Eu, é que nunca aprendi direito, nunca entendi como de fato é que se dança essa música, não estava dando a mínima para o que é que banda toca e dancei legal nessa história. Fracassei até o momento :(     

Quando comecei a medir o sucesso ou fracasso do meu blog?


Há tempos que estou observando o fracasso deste blog, investi cerca de uns três meses para chegar a conclusão do fiasco que ele tem sido. Isso o fiz olhando para ele com olhos de leitor, depois voltei a mente de blogueira e me fiz algumas perguntas para entender o que está errado, veja as principais perguntas:

⁡1) Quanto tempo de blog?

Este blog tem 2 anos, mas vou partir do princípio de 1 ano, conforme mencionei acima.

2) Quantas postagens tem o blog?

Nesse momento até a publicação desta, são 98 posts publicados.

3) Há postagens boas, conteúdo relevante, que ajuda as pessoas?

Sim, há. Não tenho dúvidas disso, há boas postagens no meu blog, há conteúdo relevante, tutoriais e passo a passo que tenho certeza que pode ajudar quem procura pelo assunto.

4) Há postagens ruins, que não fazem o menor sentido tê-las escrito?

Sim, também há. Infelizmente gastei algum tempo escrevendo postagens sem sentido algum, que não se aprofunda em um assunto específico.

5) As postagens foram bem redigidas usando técnicas de SEO?

Existe alguma técnica aplicada aqui ou ali, mas não, nunca estudei técnicas de SEO muito a fundo, nunca me importei o bastante para aplicar diretamente nas postagens.

E foi assim que eu cheguei a conclusão de que fracassei nessa empreitada :(


Mas e agora? Como ter um blog de sucesso?


Nem tudo está perdido, há solução para quase tudo na vida. Eu não desisti, você também não vai desisti. Se você anda cabisbaixo com seu blog e eu consegui tocar na sua ferida, é porque provavelmente já se frustrou com algo de errado que deve está fazendo. Você já se perguntou se o seu blog é um blog de sucesso ou um blog de fracasso? Se sua resposta é que ele se inclina mais para ser um blog fracassado, acalme-se! 

Vamos melhorar isso, e vamos melhorar juntos, pois eu não pretendo ter um blog fracassado por muito tempo. Estou com uma série de mudanças para aplicar por aqui e não te deixarei de fora de absolutamente nada. Vou relatar tudo o que eu fizer de melhorias para este blog. Combinado?

Este blog é um bom blog, ele é o meu blog, é o meu trabalho, eu não trabalho de qualquer maneira, eu não estou disposta a jogar fora todo o bom conteúdo que há nele, nem tudo o que já fiz por ele e muito menos os planos que tenho para ele. 

Todo o fracasso que até o momento o tem submetido, não permanecerá! Estou pronta para mudar de direção e levar meu blog ao sucesso!


Ficou com dúvidas? Gostaria de interagir?
Use a caixa de comentários logo abaixo!

Ajude o blog e esse conteúdo alcançar mais pessoas

A importância de ter um site - Saiba tudo sobre o Google Sites gratuito.

22/04/2019

A importância de ter um site, conheça o Google Sites

Há um tempo atrás, em minhas andanças pela internet eu quis ter um site, eu não tenho nenhum negócio físico, comércio ou prestação de serviço, nada disso. Inicialmente eu precisava do conhecido mini site, a intenção era apenas demonstrar umas apostilas que eu própria criara. Vou te contar rapidamente sobre isso e tudo tem a ver com essa postagem. Quer? Então bora!

Eu já falei aqui no blog que eu já fui professora de crianças pequenas, tenho o antigo curso de magistério e dei aulas para a educação infantil por 4 anos. Passa o tempo e eu mudei por completo o destino da minha profissão. Naquela época, eu estava em casa cuidando do meu bebê e desenvolvi um plano de dar aulas de reforço em casa para crianças com dificuldades na aprendizagem e rotina escolar. Foi algo que pensei com a intenção de fazer um rendimento extra.

Então, montei uma pequena sala equipada, toda bonitinha e fofa, pintei as paredes, espalhei cartazes com ilustrações pedagógicas, comprei mesas e cadeiras, caprichei em tudo o que eu pude, inclusive no material didático próprio. Sim, isso mesmo eu criei um material que eu usava para ajudar as crianças no reforço escolar. Era um material muito bom, reforçava bem a leitura, escrita e cálculos nas seres iniciais do ensino fundamental. 

➜ Pode interessar: Quando não se sabe aonde quer ir qualquer caminho serve

Mas, nesse meio tempo eu engravidei novamente e não pude concluir o projeto, precisei paralisar, tinha dois bebês para cuidar e foi impossível conciliar as aulas de reforços com tantas fraldas e mamadeiras na rotina. Hoje, esses bebês estão bem grandinhos, amores meu!

Então, tempos atrás me veio a ideia de retomar o material, revisá-lo e tentar vendê-lo como um infoproduto, um produto digital, desses que são vendidos em plataformas como Hotmart, Monetizze e outras. E foi então que eu precisei de um site, para divulgação deste material. Agora chega a parte importante. Vamos adentrá-la!


Onde posso fazer um site totalmente de graça?



Há um leque de opção para isso e é incrível como aumenta todos os dias plataformas que oferecem serviço gratuito na criação de sites. Compreensível, pois quem não aparece não é lembrado e não cresceTemos o Webnode, BigCommerce, Weebly, Yola, a lista é realmente grande e eu não vou me aprofundar nela. Os mais conhecidos e mais procurados são o WordPress e o Wix. 

➔ Recomendado: Conheça um diretório de blogs a aprenda a divulgar o seu gratuitamente

Todos oferecem um serviço muito bom por sinal e também um serviço gratuito, desde que você não se importe em ficar limitado, pois os recursos são reduzidos e isso impacta diretamente no desenvolvimento do seu site até que você se convença a custear o serviço, que é o que eles realmente estão oferecendo.

Mas, calma, há solução para quase tudo na vida e o que não tem remédio, remediado está. Vejamos o que pode ser feito, tenho certeza de que você vai gostar. Você já ouviu falar no Google Sites? Talvez sim, talvez não, de qualquer forma...


Conheça melhor e não menospreze o Google Sites

Conheça melhor e não menospreze o Google Sites gratuito.


Não é de hoje que o Google Sites existe, muito pelo contrário, já está no ar há tempos, quem o conhece e utiliza de seus serviços tem nas mãos uma grande ferramenta. Ele é a plataforma gratuita da empresa Google para você criar seu site e sim é sem nenhuma enrolação, você faz a hospedagem totalmente de graça, não com recursos reduzidos ou limitados para te convencer a migrar para uma versão paga, essa versão gratuita é suficiente e atende super bem, os recursos são ótimos, tudo muito bem elaborado.

Já imaginou isso? Um lugar que não te cobrará absolutamente nada para hospedar seu site, sem mencionar nenhuma dessas plataformas acima. Esse lugar é na própria Google. A ideia da plataforma é exatamente como o Blogger, só que ao invés de um blog, um site, você terá seu site totalmente de graça em uma plataforma da Google. Aqui, este blog que vos fala é fruto do Blogger e eu não tenho do que reclamar, toda a ladainha de "aainn mas o seu blog é no blogger?" nunca me atingiu.

O Blogger é uma plataforma incrível para hospedar um blog e pode ter certeza que o Google Sites é ainda melhor, não menospreze este maravilhoso serviço totalmente de graça que a Google entrega de presente para você. O Google Sites é a plataforma perfeita para quem quer um site para expor seu produto, seu serviço ou seu projeto na internet e de graça.

➔ Veja também: Aprender a diferença entre site e blog de uma vez por todas.


Saiba mais sobre o Google Sites gratuito.


A plataforma do Google Sites está linda, totalmente intuitiva, de uma facilidade incrível, em um clique de suas mãos. Você pode arrastar e mover as coisas de um lugar para o outro, a forma de inserir os textos, imagens, vídeos e muito mais opções é realmente fácil. O cabeçalho, as páginas, a escolha do layout, do tema de tudo está visível e não tem como você se perder.

Veja só uma listagem de tudo o que a Plataforma Google Sites oferece e não sou eu quem estou dizendo, mas a própria Google em sua página de suporte.
Suporte de ajuda do Google Sites
Viu só? Dá para fazer muita coisa bacana e deixar seu site lindo, atrativo, rentável e lucrativo. Pode usar para divulgar qualquer produto, digital ou físico, muito apropriado para quem está começando e não pensa ou não pode gastar dinheiro com hospedagem. 

A primeira ideia que eu tive do meu site, essa que expliquei no lá em cima, no início da postagem, eu não mantive, não estou usando o meu site para vender as apostilas que eu criei, depois de muito pensar eu percebi que elas podem ser compartilhadas gratuitamente e assim estou fazendo. Se você tem ou conhece criança em fase escolar que necessita de auxílio e reforço, precisa de um material de apoio, ou ficou curioso e quer saber mais sobre essas apostilas, vou deixar o link do site. 

Conheça Lição em casa, você pode visitar e adquiri as apostilas de graça.

Esse é o início de uma série aqui no blog, vou te mostrar um passo a passo incrível, certinho e detalhado de como criar um site usando o Google Sites, exatamente como eu fiz, você vai perceber toda a facilidade da plataforma.    

Vamos juntos? 
Que honra a minha.

Ficou com dúvidas? Gostaria de interagir?
Use a caixa de comentários logo abaixo!

Ajude o blog e esse conteúdo alcançar mais pessoas!

Delicioso feijão branco com linguiça e bacon

10/04/2019

Delicioso Feijão branco com linguiça e bacon

A receita de hoje, deliciosa e suculenta, deixa claro que é uma das preferências gastronômicas nacional e está presente na cozinha e na mesa dos brasileiros desde as primícias, além é claro de ser um alimento nutritivo e saudável e com uma variedade incrível, cerca de 15 tipos diferentes, entre esses, o feijão branco que é o que me delicio e trago hoje no blog. 

Aprendi a fazer essa receita de feijão branco com linguiça e bacon há pouco tempo e já estava mais do que na hora, após tantos anos de casada, especificamente 11 anos, (credita? rsrs). Claro que é sem segredo, só é preciso duas coisas, os ingredientes e fazer, o que me faltava era só a segunda, o fazer.

Devo admitir que não sou aquela cozinheira de mão cheia, mas tenho me esforçado um pouco mais de uns tempos para cá e estou chegando à bons resultados... marido fica tão feliz!  Mas, vamos pular essa minha fase de mal jeito na cozinha e vamos direto para a receita de feijão branco com linguiça e bacon que tá deliciosa de encher a boca d'água.

Os ingredientes:

1 kg de feijão branco
3 gomos de linguiça calabresa defumada
2 cebolas cortadas em cubinhos
300 gr de bacon 
Salsinha e cebolinha
Alho, óleo, orégano, louro e sal a gosto

Modo de preparo:

Deixe o feijão de molho em uma vasilha por no mínimo duas horas.
Na panela de pressão coloque para fritar primeiro o bacon, depois o alho com a cebola em cubinhos até que estejam bem dourados. Em seguida acrescente a linguiça cortada em rodelas finas, mexa bem e coloque o orégano e louro a gosto e uma pitada de sal, muito cuidado com o acréscimo do sal, pois o bacon e a linguiça já são salgados. 

Depois que esses ingredientes estiverem dourados, coloque o feijão para incorporar, mexa bem e depois cubra com água morna, a água deve cobrir tudo em uma medida de uns 2 dois dedos acima da borda dos ingredientes dentro da panela. O tempo de cozinhar é de 40 minutos após pegar pressão. O cheiro vai inundar a sua cozinha e te deixar entontecer de água na boca.     

Depois de cozido, abra a panela, verifique a textura do caldo, não deve estar ralo. Acrescente a salsinha e a cebolinha, deixe ainda no fogo baixo por mais 5 minutos até que esses últimos ingredientes estejam incorporados ao prato. Sirva quente. Delicie-se! 


Delicioso Feijão branco com linguiça e bacon

Só de olhar essas fotos a sensação é que o cheiro exala pelas narinas, e enche de água o paladar, super me convidando para comer. Não resisto!
A receita de feijão branco com linguiça e bacon é um dos pratos mais deliciosos que eu amo fazer e faço com frequência desde que aprendi. Na próxima vou arriscar fazer uma feijoada, (hummm revirando os olhos aqui rsrs) e com certeza trago para o blog.

Delicioso Feijão branco com linguiça e bacon

Saborosíssimo! Exageradamente delicioso, eu amo de paixão meu feijão branco com linguiça e bacon. Faça o seu e não esquece de me convidar para experimentar.  





Topo